Meu Perfil
BRASIL, Sul, LONDRINA, Mulher, psicouel2008@hotmail.com



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Comunidade no Orkut
 EREP (Encontro Regional dos Estudantes de Psicologia)


 
Psico é Mais Legal!!!!!!


ATO-AATO Psicologia do Ato




Iulia e Gessica interpretando a épica Dança do Quadrado!

Beijos, abraços e apertos de mão!
Giovanna

Escrito por psicouel2008 às 18h53
[] [envie esta mensagem] []



Lista de Exercícios - História da Psicologia - Grupo 5

1.Como o Funcionalismo ganhou força? Qual o papel de Titchenner para o Funcionalismo?

2.Pontue as diferenças do estruturalismo e do funcionalismo principalmente quanto aos métodos utilizados.

3.Cite os principais precursores do Funcionalismo.

4.Quem foi Charles Sanders e qual sua contribuição para a Psicologia?

5.Comente sobre o funcionalismo na Universidade de Chicago.

6.Comente sobre a integração das mulheres na Psicologia.

 

 

Divirtam-se!!

Giovanna



Escrito por psicouel2008 às 18h45
[] [envie esta mensagem] []



Inutilidades extremamente úteis, eu diria...

Procurando o tal do Paradoxo de Quine para nossa aulinha de PPP, encontrei um Psicosite repleeeto de paradoxos...

Interessantes...

O Paradoxo de Quine ficou bem chato depois que eu vi os outros

http://psicologiarg.blogspot.com/2007/12/paradoxos-lingsticos.html

 

Beijos, abraços e apertos de mão!

Giovanna



Escrito por psicouel2008 às 20h58
[] [envie esta mensagem] []



II encontro paranaense de Análise do Comportamento

http://www.epacufpr.insidehost.com.br/

 

Brigadão pela dica, Eliza!

 

Giovanna



Escrito por psicouel2008 às 11h13
[] [envie esta mensagem] []



Questões do Seminário de História da Psicologia, Grupo 4.

E aí psychopartners!

 

Então, aí, a pedidos, estão (expostas) as questões do Grupo 4 dos Seminários de História de Psicologia, do livro Raízes da Psicologia, de Figueiredo.

Se alguém quiser colaborar expandindo esse artigo - com as respostas - é só enviar um comentário - com as respostas. Segue:

 

1.  Titchener, apesar de ter se considerado um fiel seguidor de Wundt, desenvolveu sua própria escola de pensamento dando origem ao Estruturalismo. Explique sobre as divergências e similaridades de ambos os psicólogos quanto ao o que é a consciência e ao método da introspecção.

 

2. Hermman Ebbinghaus desenvolveu um importante estudo sobre aprendizagem e memória. Comente sobre este estudo e sobre a importância que ele teve para a época.

3.  Explique a psicologia do ato?

  4.  Uma contribuição para o estudo da aprendizagem foi a criação do tambor da memória por Muller e Friedrich Schumann, qual foi a importância desse aparelho?   

5.  Quem foi o principal psicólogo, contemporâneo a Wundt, que manteve suas idéias independentes das idéias dele? Quais são suas semelhanças e diferenças?

 

6. Comente a importância da Escola de Würzburg para o desenvolvimento da Psicologia e a importância do método de introspecção proposto por Oswald Külpe.

 

 

Grato!



Escrito por psicouel2008 às 18h11
[] [envie esta mensagem] []



XV Semana de Psicologia e II Congresso de Psicologia Unesp - Bauru

Temática: Práticas do Psicólogo nas Instituições
De 18 a 22 de agosto de 2008, na Unesp - campus Bauru.

Inscrições de trabalhos até 07 julho!

Endereço: Av. Eng. Luiz Edmundo Carrijo Coube, s/n - Vargem Limpa Cep: 17033-360 - Bauru - SP

Inscrições e maiores informações pelo site www.fc.unesp.br/capsi

Eu Vô! Giovanna



Escrito por psicouel2008 às 22h57
[] [envie esta mensagem] []



NOTAS primeiro e segundo bimestres - weber

ESQUEMA - Nº - nome - 1S - 2S - Matricula 

 

1 AMANDA OLIVEIRA DE MORAIS 8.5 9.5 200802300016
2 ANA CAROLINA VIEIRA DE SOUZA E SIL 8.5 10.0 200802300027
3 ANA LUIZA MARTINS APOLONIO 8.0 8.5 200802300038
4 ANGELICA CUBAS DUARTE 8.5 7.5 200802300049
5 ANGELICA POLVANI TRASSI 8.0 9.0 200802300050
6 ARIADNE CRISTINA SUSUKI DE LIMA 9.5 9.5 200802300072
7 BRUNA ZOLIM CANALI 8.5 10.0 200802300083
8 CARLA GIOVANNA BELEI MARTINS 8.0 7.5 200802300094
9 CARLA MORELLO HAYASHI 10.0 8.5 200802300107
10 CAROLINE GARCIA DOS SANTOS 8.0 10.0 200802300118
11 DAINON ERIC DE SOUZA 8.0 8.0 200802300130
12 DALILA CAROLINE DO CARMO 8.5 7.5 200802300141
13 DEBORA SERRA LOVATO 7.5 8.0 200802300152
14 DENYANE SAEGUSA TADAYOZZI 8.0 8.0 200802300834
15 EDUARDO SANTOS MIYAZAKI 10.0 8.5 200802300163
16 ELIANE AKIYAMA SCAPELLATO 9.0 8.0 200802300174
17 ELIZA GALO SILVA 9.5 8.5 200802300185
18 FABIOLA OLIVEIRA DE SOUZA 7.5 9.0 200802300196
19 FERNANDA CESTARO GARCIA 0 0 200802300209
20 FERNANDA HELEN SORDI 7.5 9.0 200802300845
21 GESSICA DENORA RIBEIRO 8.0 8.0 200802300221
22 GEYSA MACHADO CASCARDO 7.5 9.0 200802300232
23 GIANE FIGUEIREDO Disciplina/Turma Cancelada Disciplina/Turma Cancelada
24 GIOVANNA MARCHESI DE CASTILLO 6.5 8.0 200802300254
25 GISLAINE NAIARA DA SILVA Disciplina/Turma Cancelada Disciplina/Turma Cancelada
26 GLISIANE ZOLIM CANALI 8.0 10.0 200802300276
27 GRAZIELA ATHAYDE NISSOLA 0 0 200502300269
28 GUILHERME DUTRA PONCE 8.0 7.0 200802300287
29 HERNANI PEREIRA DOS SANTOS 8.5 10.0 200802300298
30 IULIA SESSAK PULS 9.0 8.5 200802300301
31 IURY FLORINDO 7.0 8.0 200802300312
32 JAMILLE MANSUR LOPES 10.0 9.0 200802300323
33 JESSICA REGINA RABELO 8.0 9.0 200802300334
34 JOSIANE FERREIRA ZORZENON 7.5 8.5 200802300345

35 JULIA RANGEL SILVA 7.0 8.0 200802300356
36 KAREN CAROLINE DE OLIVEIRA RANCURA 9.5 9.0 200802300367
37 KARINA SCARAMBONI Matrícula Cancelada Matrícula Cancelada
38 KATYA CRISTINA GASPARELO 8.5 8.0 200802300389
39 LAILA ALBUQUERQUE LEMOS 7.5 10.0 200802300403
40 LARISSA CENTOFANTI LEMOS Matrícula Cancelada Matrícula Cancelada
41 LARISSA DE OLIVEIRA PALLA 7.5 9.0 200802300425
42 ANGELA MARIA ZECHIM LUZIANO DA SIL 7.5 8.5 200802300914
43 NAIARA LUCIANO BORRI 7.5 10.0 200802300958

 

 

beijos Giovanna



Escrito por psicouel2008 às 12h29
[] [envie esta mensagem] []



OFICINA

Urgências dos médicos versus urgências dos pacientes: reflexões a partir de um filme etnográfico


 Armelle Giglio-Jacquemot

 

Antropóloga da Universidade de Lille III, França, pesquisadora do Groupe de Recherche sur les Actions et Croyances Collectives (GRACC), da mesma Universidade, e do Centre de Recherche Cultures, Santé, Sociétés (CReCSS) da Universidade Paul Cézanne/Aix-Marseille III, França. Seu pós-doutorado foi realizado na UNESP-Marília com bolsa da FAPESP e seus trabalhos de pesquisa se inscrevem no campo da Antropologia da Doença/Saúde.

25/06/2008

14hs-17hs

Sala de Eventos do CCH

ORGANIZA:

ENCONTROS COM A ANTROPOLOGIA

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAIS SOCIAIS - UEL


ENVIADO POR: PROFESSORA MARTHA PARA O MAIL DA SALA!



Escrito por psicouel2008 às 19h14
[] [envie esta mensagem] []





Escrito por psicouel2008 às 00h35
[] [envie esta mensagem] []



Modelo n.º 1 - camiseta

Ééééééé!!

Psico uel 2008 produções lança seu primeiro modelo de camiseta!! Esse modelo é oque estávamos falando que seria exclusivo da nossa turma. Críticas e sugestões: Use os comentários ou fale comigo!!

 

Beijão!!

 

 

Giovanna

 



Escrito por psicouel2008 às 19h09
[] [envie esta mensagem] []



               

           - Psicolégas! ^^

         E ai como foram de feriadão? Espero que tenham ido bem, ou, pelo menos, melhor que eu.

         Bom pessoal, estou aqui mais uma vez não por encher o saco de alguém (^^), mas para postar coisas legais que eu achei net afora.

         Que, então, eu achei? Diga oras o que achou! – devem estar exclamando-se.

         Estava a procurar os textinhos do Senhor Weber por ai na Rede e encontrei três textos, artigos, fabulosos sobre pseudociência. O primeiro retrata de modo extrovertido a pseudociência mostrando a sua principal vantagem sobre a ciência, a facilidade como ela – a pseudociência – é criada, ensinando, também, alguns passos de como criar a sua própria pseudociência, visando, assim, como as propagandas podem ser enganosas e criar um ar falso de ciência na pseudociência e como é fácil mostrar isso ao público; mostra-nos também como a pseudociência usa da falsidade argumentativa para quebrar a ciência: “Se você não tem um bom argumento, ataque o demandante”; finalizando este artigo, o autor mostra-nos a diferença crucial da pseudociência para com a ciência, o experimentalismo, ou seja, ser passível de experimentação e aprovação de todo um grupo científico e para que possamos diferenciar a Ciência da pseudociência devemos estar sempre em estado crítico e analítico. O segundo retrata da parapsicologia como pseudociência, mostrando-nos todos os defeitos de uma pseudociência colocando como exemplo a parapsicologia e diferenciando-a sempre da Ciência. E o terceiro retrata das diferenças e os contrastes entre pseudociência e ciência. Então, estão ai uns bons artigos para aprimorar seu conhecimento, principalmente para a prova do Caê! ^^

 

     1.    http://ateus.net/ebooks/acervo/como_criar_uma_pseudociencia.pdf  (PRATIKANIS. Como criar uma pseudociência. )

2.  http://users.cjb.net/psicouel2008/alejandro%20j.%20borgo%20-%20a%20parapsicologia.pdf  (BORGO. A parapsicologia.)

3. http://ateus.net/ebooks/acervo/ciencia_vs_pseudociencias.pdf  (ARMENTIA. Ciência vs. pseudociências. )

OBS.: Os arquivos estão em formato Adobe Acrobat (.pdf), logo você deverá ter instalado em seu CP (computador pessoal) o programa Adobe Acrobat Reader.

Quanto aos textos do Weber, acho que vou ter que ir segunda-feira só pra xerocar.   uheaosohw

Bom proveito! Agradecido! Até a próxima ventura.

nan;



Escrito por psicouel2008 às 21h05
[] [envie esta mensagem] []



Utilidades domésticas!

Olá psicolégas. Adorei a fabulosa crônica de nosso grande amigo "du", sim "ele", sobre "Nietzche", o qual intitulo de "Nietzche, der Allweise Ratte", devido a sua grande perspicácia e inteligência.

 Vou, pois, introduzir aqui uma breve coisinha para os que foram mal na prova da Haydu e gostariam de entender um pouco mais de AC, ou mesmo pra quem apenas gostaria de ampliar seus conhecimentos sobre AC. Aliás, quem foi mal na prova da Haydu? ^^

É algo bem básico, mas acho que possa ajudar algum interessado. É algo que estava procurando há semanas, porém fui encontrar somente agora, depois de ter obtido um lastimável resultado na prova, que quimera ter ido bem.

         Disponibilizo, pois, um vocabulário de AC. Vejam abaixo as formas pelas quais vocês podem obtê-lo.

Pra quem quiser buscar do próprio site segue o link: http://www.fafich.ufmg.br/~vocabularioac/vocabularioac.pdf, que confere 335 verbetes de AC, em uma versão de 2005.

         Pra quem quiser adquirir a versão impressa, mais atualizada, em que constam 486 verbetes, segue a referência:

         TEIXEIRA JR, R.R; SOUZA, M.A.O.  Vocabulário de análise do comportamento.  Ed. ESETEC, 2006.

         E pra quem quiser tirar uma Xerox, eu posso disponibilizar a minha impressa de 335 verbetes. Só há uma observação na minha impressa: as letras estão miúdas.

           Recomendo esse vocabulário por ser simples, didático e prático, isto é, de fácil compreensão dos termos. ^^

            "O que nós somos é o que fazemos, e o que fazemos é o que o ambiente nos faz fazer." J. Watson

         Organizei também uma lista de biografias interessantes pra quem quiser um aprofundamento maior na vida de alguns grandiosos pensadores, que são das vertentes filosóficas e/ou psicológicas. Entre eles estão: Skinner, Watson, Freud, Schopenhauer, Nietzche, Kant, etc.

         Segue o link: http://users.cjb.net/psicouel2008/biografias.zip, o arquivo está em formato ZIP (.zip) e os textos estão em formato WORD 2007 (.doc).

         Lembrando apenas que, se apreciam ver algo de vosso interesse postado aqui basta informar-nos!

         Pois bem, deliciem-se! Bom feriado!

         Até outra ventura, isto é, breve.

nan1;



Escrito por psicouel2008 às 20h08
[] [envie esta mensagem] []



“Onde está meu bebedouro?” - Por Eduardo Miyazaki

“Onde está meu bebedouro?” – eu me perguntava naquela tarde sombria. Pouco antes de ir dormir ele se encontrava por aqui; agora não mais o vejo. Humanos... simples humanos. De onde eles vêm eu não sei, porém com certeza sei para onde vão. Infelizes em sua vida cotidiana caótica, mais parecem reles formigas à procura de comprovações científicas e experimentações práticas. Uma sociedade regida pela sede do poder, dominada pelas mãos frias do terror.
Ontem mesmo tiraram-me meus companheiros. Encontro-me só em uma gaiola de metal. Porém jamais estarei solitário. Meu pensamento é meu companheiro e com ele encontro-me completo. O que será de meus semelhantes eu não sei, mas por eles torço. Eis aí uma capacidade que foi extinta do comportamento humano: o amor ao próximo. Não sei o que acontece com estes seres inferiores. Inferiores, pois são dotados da mais bela capacidade que um poderia escolher: a capacidade de pensar; e, não obstante, utilizam-na para um mal maior: destruição! Sede. Novamente vem-me a mente a pergunta: “Onde está meu bebedouro?”.
Tristeza. Nem mesmo em meu refúgio tenho tranqüilidade. Movem-me de um lado e para outro como se quisessem embaralhar meus pensamentos. Impossível. Agora mesmo acabo de ser trazido de uma sala, não muito grande nem pequena, porém com aparatos os quais não conhecia; vi, contudo, algo que me lembra um refúgio com uma tampa de vidro. Os humanos o chamam de Caixa de Skinner. Pergunto-me quem terá sido Skinner: “alguém de minha espécie?”.
Duas pessoas aproximam-se de minha nova gaiola. Ambos usam vestimentas brancas por cima de suas roupas. Pergunto-me por que. O contato visual é constante. Gostaria de saber por que eles não param de me chamar de Nietzsche. Meu nome não é este! Terá o nome Nietzsche algum sentido ou alguma representatividade para esses humanos? Procurarei saber.
A cada ação minha, esses humanos tomam nota. De onde vem tamanha curiosidade? Sou apenas um animal explorando o que me cerca, como se esses humanos não fizessem o mesmo. Curiosos. Intrometidos. Por que estou aqui? O que querem comigo? É bom ser importante, pois me tiraram de meu ócio, manipularam-me como objeto inanimado e, por fim, prenderam-me em um local, uma gaiola de um certo “Skinner”. Tenho pena deste Skinner por sempre ser observado por estes humanos. Curiosos!
Humano, demasiadamente humano. Manipularam-me sem a preocupação do que penso. Questiono-me: será que esses seres são egocêntricos a tal ponto de pensar que não tenho pensamentos, sensações ou emoções? Não duvido!
Casa! Novamente levaram-me para minha gaiola viveiro. Sinto-me impotente, pois estes seres tratam-me como um objeto. Não obstante, sinto-me plenamente íntegro, pois tenho a consciência de que força física jamais superará inteligência e capacidade racional.
Finalmente! Meu bebedouro!

------------------------------------------------------------------------------
nota da blogueira:
Nietzche é o sujeito experimental de Eduardo e Dainon. Albino, bonitinho, simpático e filósofo.
E o Dú aproveita muito bem seu ócio criativo.
Aguardem os próximos capítulos!!


bjão

Giovanna!

Escrito por psicouel2008 às 19h05
[] [envie esta mensagem] []



Atenção Psicolegas!

vieram me zoar q o blog tah fantasma de novo, mas tem um problemaço: eu não tenho o q postar!!

então, se vc tem uma foto, uma resenha, um romance, uma piada... qualquer coisa! manda pro nosso e-mail e me avisa na sala (pq senão eu num vo ver nunca!=D) q eu publico aki!

O blog é da sala toda! Então nada mais justo que a sala toda participar dele ( infelizmente com intermédio por medo de engraçadinhos)


Bjão psicolegas!


Giovanna

Escrito por psicouel2008 às 12h08
[] [envie esta mensagem] []



Olha qse toda turma aí, gente!!!

 A brincadeira é a seguinte: Jogo dos 5 erros: Circule os meninos na foto!

ahhhhh... fala sério!!! difícil pracaramba!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Bjão!

Giovanna



Escrito por psicouel2008 às 22h44
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]